quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Fica aqui a minha experiencia e indignação.

Fica aqui a minha experiencia e indignação.
Hoje estava vendo uma matéria sobre adoção , as pessoas querem adotar meninas até três anos de idade e BRANCAS. Ora se nos orfanatos tem crianças brancas, pardas e pretas cor influencia para mim não.
Quando tinha 23 anos perdi uma filha com três dias de vida por causa da minha diabete resolvi não ter mas filhos biológicos já que em algum lugar haveria um filho ou filha esperando uma mãe.
Quatro meses fiquei sabendo que uma senhora iriada seu filho assim que nascesse eu pensei vai nascer meu filho fui para o hospital vi o meu bebe nascer uma emoção que não tem palavras para explicar. Como sempre tinha que ter uma pedregulho no meu caminho juizado de menores mas não foi barreira ele já era meu filho. Dei p jeitinho Brasileiro e o registrei no meu nome ele me proporcionou o sentido da palavra MÃE,Meu filho do coração quatro meses depois estava deitada e a minha barriga criou um caroço fui ao medico ele falou isso não deve ser nada mas vamos fazer um exame para minha surpresa estava gravida mãe pela segunda fez que maravilha correu tudo bem agora mão biológica. Meu filho do coração era parto e o filho biológico brando gente sem noção me perguntavam como eles são diferentes um e branco outro mas moreninho para não dizer preto como sou muito delicada dizia, a porque um nasceu de noite e o outro de dia caramba o que as pessoas tem que se meter na vida aleia eu não podia ter bulado o muro e der tido um relacionamento com uma pessoa de cor negra.
No meu segundo casamento queríamos ter uma filha mas como me operei não podia ter mas filhos fomos atras da nossa filha branca, ,parda ,preta não importava só queríamos nossa filha que sabíamos que já estava a caminho.
Ai vem o preconceito podem acreditar no juizado de menores uma a sistente social falou para mim e meu falecido marido”olha não adota preto não quando pequeno é bonitinho mas quando cresce figa igual um macaco” juro essas foram as palavras dela meu marido deu parte dela para o juiz resultado o nosso processo de adoção sumiu.
Frequentávamos um orfanato não vou disser o nome que eramos muito bem recebidos as crianças quando chegávamos lá que alegria nossa e deles como eu brincava com eles vontade de levá-los todos para casa mas não podia. Vamos com a irmã responsável pelo orfanato que queríamos adotar uma menina não importava a cor nem a idade mas a maioria das crianças tinha pais e estavam sobre a guarda dela por algum motivo me lembro que tinha uma linda criança pretinha tia dela queria que adotássemos mas a mãe da criança visitava ela sembre que podia o seu problema era que ela morava na rua mas ela amava eu nunca tiraria uma filha dos braços de uma mãe.
Num certo dia fomos no orfanato como era de costume uma das irmãs falou que uma mulher tinha ido lá para saber como colocaria a filha em adoção bingo nossa filha nos explicou que a criança ia ser linda branca olhos claros bla bla bla eu estafa interessava na minha filha o resto era destales.
Olha como a não de Deus age tínhamos uma audiência com o juiz de menor estávamos sentados e quem aparece na nossa frente uma mulher gravida eu olhei para meu marido e falei vaila e pergunta se ela não conhece a irmã X bingo de novo era a nossa filha guardada carinhosamente na barriga de outra mulher. Conversamos com ela pedimos para ela não falar com o juiz e acolemos ela na nossa casa . Bem vou em encurtar a estoria chegou o grande dia as contrações de madrugada fomos para o hospital nas infelizmente não podíamos ficar voltamos para casa. Obra de Deus de novo na minha vida eu estava dormindo um anjo não sei o que foi mas só poderia ser um enviado de Deus falou comigo levanta a sua filha acaba de nascer que susto todos estavam dormindo corri para um orelhão liguei para o hospital realmente a minha filhinha tinha acabado de nascer corri para casa acordei todos que alegria.
Tive uma conversa seria com a mãe mensageira de Deus e perguntei se era essa mesma atitude que ela queria tomar eu daria para ela todo o meu enxoval ela disse que sim e que estava feliz pois sabia onde sua filha estaria e como seria amada.
Mas pedregulho no caminho fomos para o juizado ela falou que queria entregar a filha para nós bla bla bla eu tinha um cunhado que era desembargador que não mexeu uma palha para nos ajudar levamos um ANO para conseguir a documentação da nossa filha mas encontramos amigos como uma pediatra que consultava ela com a carteirinha dos meus meninos pois se certidão ela não existia pela sociedade.
Mas acabou tudo bem tem gente que me crética por que digo que tenho dois filhos do coração e um biológico pessoas sem noção e modo de falar logico que todos são do coração.
Meu filho do coração Deus levou no dia 27 de novembro para 2010 dor saudade que nunca vai passar pois se ate hoje me lembro da minha filha biológica querida Mariana que nem convivi com ela só 8 meses na barriga como vou esquecer do Diego 28 anos de travessuras e alegrias.
Bem voltando a minha indignação cor não e tudo carinho amor e que prevalece e tem mas não e você que vai adotar que esta fazendo um bem sim o seu filho do coração que esta fazendo um bem para você ele que vai te dar alegria amor e muito carinho.
FAVOS ACABAR COM TODOS PRECONCEITO COR ESCOLHA DE OPÇÃO SEXUAL TODOS TEM SENTIMENTOS
Esse e o meu recado e desabafo desculpa os erros de português as lagrimas rolam e a emoção de relatar para você me emociona.
E para os meus três filhos eu só tenho a disser OBRIGADA POR EU SENTIR A DOCE SENSAÇÃO DE SER MÃE 

M.J LOREDO